O Núcleo

Fonoaudiologia

A fonoaudiologia tem um papel fundamental no processo de preparação e adaptação do paciente submetido à cirurgia bariátrica, através do uso correto do sistema estomatognático, da forma ideal de ingerir os alimentos, quer sejam líquidos, pastosos ou sólidos.

A mastigação é o primeiro processo da digestão e, se feita de forma incorreta pode causar diversos problemas. O padrão ideal de mastigação é o bilateral alternado, com movimentos verticais e de rotação de mandíbula.

A mastigação correta beneficia o tônus muscular da boca, da língua, a saúde dos dentes e o bom funcionamento do sistema digestivo, fragmentando os alimentos de maneira ideal, o que ajuda na digestão, evita os entalos/engasgos e vômitos e também aumentam a sensação da saciedade.

São muitos os motivos que possam levar a uma mastigação inadequada:

  • Correria da vida diária;
  • Problemas odontológicos (má oclusão, mordida cruzada, sensibilidade, obturação desgastada, falta de dentes, próteses mal adaptadas);
  • Distúrbio na articulação temporo mandibular (ATM);
  • Fraqueza dos músculos responsáveis pela mastigação;
  • Alterações respiratórias (rinite, desvio de septo) fazendo com que o paciente tenha uma respiração oral.

Orientações pré e pós-operatória
Na avaliação pré operatória é identificado o padrão de mordida e mastigação do paciente com a finalidade de ensinar a mastigação correta. São dadas orientações que facilitam esse aprendizado, em forma de um passo a passo, para que o paciente tenha uma boa adaptação à cada fase de dieta pós operatória.

É muito importante que o paciente faça suas refeições em local tranquilo, sentado à mesa, com calma. Seguir as orientações em relação ao seu padrão de mastigação (avaliada em consulta pré-operatória); devem-se mastigar bem os alimentos, de forma lenta e sem presa, conforme passado previamente.

Evitar alimentar-se em frente à televisão, computador, lendo revista, fazendo outra atividade em paralelo. Concentre-se na mastigação. Assim como, evite atender celular/telefone durante as refeições, para não correr o risco de engolir o alimento sem ter mastigado adequadamente. Não ingerir líquidos nas refeições, o ideal é ingeri-lo antes e ou depois 1 hora.

Escove os dentes ou faça bochechos com água, logo após as refeições. A mucosa oral será umidificada e a sensação de sede vai diminuir.

Não tente acompanhar o ritmo “rápido” de familiares e amigos na hora da refeição, lembre-se seu ritmo/tempo agora é outro.
Realizar avaliação pós operatória após 15 dias da cirurgia e trazer na consulta dois tipos de alimento: mamão, banana, melancia, melão e torrada; além de garfo de sobremesa, faca e prato. Nessa avaliação será revisto o padrão de mastigação; dadas orientações em relação ao tamanho e quantidade dos alimentos, dos utensílios além de avaliar a necessidade de exercícios para fortalecimento de musculatura das regiões cervical e facial.

Alguns pacientes tema necessidade de avaliação também com 30 dias de pós operatório, quando há mudança na fase da dieta para sólido.

Copyright 2017. Todos os direitos reservados.