O Núcleo

Endocrinologia

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a OBESIDADE é um dos maiores problemas de saúde pública no mundo. A projeção é que, em 2025, cerca de 2,3 bilhões de adultos estejam com sobrepeso; e mais de 700 milhões, obesos. Tal patologia e suas inúmeras comorbidades, inclusive diabetes mellitus, são abordagens crescentes na ENDOCRINOLOGIA. EXISTE TRATAMENTO CLÍNICO disponível e critérios para encaminhamento para o tratamento cirúrgico, a cirurgia bariátrica.

Antes da cirurgia o endocrinologista é o médico indicado para selecionar quem são os possíveis candidatos a esse procedimento que não conseguiram perder peso de maneira eficaz com mudança do estilo de vida – dieta e exercício – acompanhadas de terapêutica específica para o controle de peso, num período de pelo menos 2 anos. É no pré-operatório que o endocrinologista deverá pesquisar e tratar eventuais doenças relacionadas à obesidade como diabetes, hipertensão e esteatose hepática, bem como eventuais distúrbios hormonais que possam estar contribuindo para essas condições.

É válido lembrar que o paciente indicado para cirúrgia bariátrica necessita de acompanhamento a longo prazo e multiprofissional para  evitar complicações no pós operatório, como deficiências vitamínicas, osteoporose e até mesmo o reganho de peso, que não é infrequente ocorrer . “É preciso ter consciência de que a perda de peso não significa a cura da obesidade e a compreensão de que endocrinologistas e cirurgiões bariátricos trabalham juntos, com ações integradas, no combate permanente a hábitos não saudáveis no controle do peso e na educação continuada do paciente”, diz Dra Ana Carolina diretora da SBEM-RJ.

Muitos dos pacientes obesos com comorbidades apresentam controle ou até remissão das doenças após a cirurgia bariátrica e a perda de peso.

Esclareça suas dúvidas, converse com seu endocrinologista! 

Copyright 2017. Todos os direitos reservados.